5 erros para evitar no gerenciamento de pessoas

gerenciamento de pessoas é importante para as empresas, pois garante o melhor aproveitamento do capital humano para o alcance de metas. Porém, sem a orientação e a expertise necessárias, muitas vezes essa gestão é comprometida e traz como consequência a queda nos resultados.

Um bom gerenciamento é baseado na valorização dos profissionais, buscando aumentar o envolvimento da equipe e aproveitar ao máximo os talentos, identificando suas principais habilidades e trabalhando pontos fracos. Confira agora 5 erros de gestão que podem ser evitados:

1. Falta de estratégia no gerenciamento de pessoas

A gestão de pessoas deve sempre ter em mente o que a empresa pretende alcançar no período. Todas as mudanças, remanejamento de equipes, demissões e contratações devem ser baseadas nesse parâmetro.

Quando não é definida uma estratégia precisa para o gerenciamento, fica difícil chegar a um resultado satisfatório e a gestão acaba sendo um trabalho inútil. O planejamento de RH deve sempre estar focado nos objetivos amplos da empresa.

recrutamento especializado headhunters

2. Ignorar as necessidades da equipe

Um dos pilares da gestão de pessoas é a valorização dos profissionais. Parece óbvio, mas muitas empresas esquecem que estão lidando com pessoas e não máquinas. Ignorar as necessidades dos funcionários é o atalho mais rápido para um ambiente de trabalho prejudicial e que traz resultados ruins para as empresas.

Garanta sempre um bom canal de comunicação, onde os colaboradores se sintam à vontade para exprimir ideias e dificuldades. Essas informações servem como base para melhorias internas.

3. Não investir em tecnologia

A tecnologia é uma ferramenta poderosa para a otimização do trabalho, e isso também é válido para a gestão de pessoas. Contar com softwares que possam ajudar nesse processo ou até mesmo usar plataformas colaborativas na hora de contratar funcionários faz toda a diferença para um gerenciamento eficiente e rápido.

Encarar a tecnologia como custo faz a empresa ficar obsoleta, acarretando prejuízos ao longo do tempo. As inovações devem ser realizadas não só em máquinas de produção, mas também dentro do RH.

4. Definir metas impossíveis

As metas devem ser altas o suficiente para servirem como estímulo para os empregados e desafiadoras para estimularem resultados mais volumosos sem abrir mão da qualidade.

Porém, se as metas são muito altas ou impossíveis de serem alcançadas, acontece o processo inverso: os profissionais vão ficar desestimulados e provavelmente perderão o engajamento. Nesse caso, o balanço final ficará muito abaixo do esperado, mesmo em comparação com outros períodos.

5. Falta de assertividade no recrutamento

Só com um processo seletivo bem feito, que realmente avalie os candidatos imparcialmente, a empresa pode contar com a entrada dos melhores profissionais em suas equipes. É importante que essas pessoas atendam aos perfis técnico e comportamental para que consigam satisfazer as necessidades da organização.

Quando o recrutamento é feito sem foco, os erros nas contratações geram custos para a empresa, tanto em demissões quanto em novas contratações e adequação de profissionais. Assim, a equipe é desestabilizada e a qualidade do trabalho cai.

E você, consegue apontar algum erro recorrente no gerenciamento de pessoas da sua empresa ou tem alguma sugestão para melhorar esse processo? Deixe seu comentário no post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *