5 maneiras de diminuir a rotatividade de funcionários na sua empresa

A alta rotatividade de funcionários é um dos aspectos que mais gera preocupação nos CEOs e diretores das empresas. Também conhecido como turnover, esse índice identifica a saída e entrada de funcionários, provocadas por diversos fatores.

Uma empresa com rotatividade alta enfrenta vários problemas que afetam sua saúde financeira e crescimento: custos com demissões e novos processos seletivos, clima organizacional afetado, engajamento prejudicado, queda na produtividade, etc.

Se você está com dificuldades para manter seus funcionários, confira este artigo com 5 dicas que o ajudarão a diminuir a rotatividade na empresa.

1. Desenvolva um bom plano de carreira

Todo mundo quer crescer na profissão, tornar-se reconhecido, alcançar cargos maiores e salários mais altos, não é mesmo? Isso também vale para os seus contratados. Quando um funcionário percebe que não tem chances de desenvolvimento, acaba buscando um novo lugar para trabalhar, onde tenha suas competências reconhecidas e oportunidades de crescer.

Para manter os colaboradores na equipe, estabeleça um plano de carreira sólido e transparente na empresa. Esqueça favoritismos na hora de promover e deixe claro o que deve ser feito para alcançar cargos maiores. Com certeza, isso servirá de estímulo para que seus melhores talentos continuem trabalhando com você.

2. Invista em treinamentos

Ainda falando sobre crescimento na carreira, o que pode fazer com que as pessoas aprendam e desenvolvam cada vez mais suas habilidades? Treinamentos, é claro!

Se você acredita que é um gasto desnecessário, repense: bons treinamentos fazem os funcionários sentirem que são valorizados pela empresa, crescerem profissionalmente, trabalharem com mais afinco e terem condições de desenvolver projetos, até mesmo, em outros setores.

Além disso, treinamentos adequados inibem a necessidade de contratar pessoas mais especializadas e aumentam a produtividade.

3. Trabalhe o engajamento

Nada é mais nocivo para a permanência de um profissional do que a falta de motivação. Isso pode acontecer pela rotina maçante ou quando o colaborador observa comportamentos que o fazem perder a confiança na empresa.

Conservar o funcionário envolvido é o que vai mantê-lo por mais tempo na organização e entregando um trabalho de qualidade. Vários aspectos podem ser levados em consideração nesse momento: reconhecimento, transparência na comunicação e bom clima organizacional são alguns deles.

4. Ofereça benefícios

Apenas o salário não é suficiente para manter seus melhores talentos. Oferecer um bom pacote de benefícios conta muito na hora de diminuir a rotatividade. Não precisa ser algo complexo ou que gere um custo muito alto para a empresa. Algumas sugestões são: convênios com cursos de idiomas e academias, bônus por alcance de metas, vale-refeição com um valor atrativo, etc.

5. Seja assertivo nas contratações

Um processo seletivo bem-feito, com uma avaliação cuidadosa dos candidatos, é essencial para diminuir a rotatividade. Boa parte das demissões, voluntárias ou não, ocorre porque o funcionário não se encaixa na vaga, não tem as habilidades necessárias ou não se identifica com a cultura organizacional.

Ao escolher um profissional que realmente corresponda ao perfil desejado, a tendência é que esse colaborador permaneça por mais tempo na empresa.

Agora que você já sabe como diminuir a rotatividade de funcionários, aproveite para assinar a nossa newsletter e seja avisado sobre novos conteúdos que vão ajudar na gestão de pessoas e nos processos de contratação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *