7 tendências de RH para você ficar por dentro

O setor de Recursos Humanos de um empreendimento é fundamental para o seu crescimento e diferenciação. É a partir da escolha e da retenção de talentos que muitos resultados são obtidos. Assim como em diversas áreas, há tendências de RH que devem ser observadas.

Elas valem não apenas para esse ano, como também prometem se destacar em médio prazo. Conhecê-las e utilizá-las, portanto, é indispensável para estruturar o setor de forma ainda melhor.

A seguir, veja 7 tendências de RH e conheça quais são os seus principais impactos.

1. Employer branding

O branding é o grupo de técnicas empregadas para posicionar e fortalecer uma marca no negócio. Atualmente, há uma nova tendência nesse sentido: o employer branding.

O conceito corresponde ao conjunto de ações que são executadas para que o empreendimento seja visto de forma diferenciada pelos talentos. Algumas medidas são necessárias, como contar com ambiente agradável de trabalho, ter cultura organizacional fortalecida e ser bem-avaliado por outros funcionários.

Quanto melhor é a imagem do empreendimento, mais facilmente ele consegue atrair e reter talentos. Para o RH isso é importante porque diminui a duração dos processos seletivos, além de otimizar a gestão de pessoas.

2. Benefícios exclusivos para destaque no mercado

Ter uma política de benefícios é fundamental para atrair e manter os profissionais no quadro de funcionários. Uma oferta robusta de benefícios contribui para o employer branding e merece destaque.

Basicamente, quanto maior é a quantidade de benefícios e quanto mais exclusivos eles forem, maior é a atratividade do negócio. Se, por um lado, o vale-transporte é obrigatório e o vale-refeição é muito comum, há várias outras possibilidades.

Oferecer um vale-cultura, como para comprar livros ou ir ao teatro, é uma forma de garantir o lazer e a satisfação dos colaboradores. Enquanto isso, o plano de saúde é um dos benefícios mais desejados e disputados e ajuda a atrair ótimos talentos. Já os descontos nas redes parceiras, como lojas, supermercados e farmácias, são exclusivos para os funcionários.

No campo do bem-estar, algumas ofertas incluem a flexibilização de horários, o dress code liberado em alguns dias da semana e até áreas de lazer e descanso no ambiente da empresa.

3. Otimização organizacional

Embora a partir de 2018 o Brasil comece a se recuperar da crise econômica dos últimos anos, não dá para se descuidar da necessidade de redução de custos e de otimização do empreendimento.

Além da gestão financeira e de tecnologia, o RH tem papel determinante no processo. Implementar recursos de automação de contratação e avaliação de colaboradores, por exemplo, oferece máxima eficiência e diminuição dos custos.

O RH também pode agir para reduzir a taxa de rotatividade e garantir a máxima produtividade por parte das equipes. Com uma atuação altamente estratégica, o setor contribui para a otimização da empresa.

4. Gamificação

Outra entre as tendências de RH é a gamificação. Embora tenha começado em 2017, é em 2018 e nos próximos anos que ela vai ganhar cada vez mais força. Consiste em utilizar mecanismos e conceitos de jogos na realidade das empresas, especialmente na gestão de pessoas.

No lugar de simplesmente ter metas para atingir, os colaboradores participam de disputas que se parecem com jogos, por exemplo. O recurso é facilmente utilizado na educação corporativa e até na comunicação interna.

A grande vantagem é que a gamificação gera alto engajamento e ressoa corretamente com as gerações novatas no mercado de trabalho. Assim, é uma maneira de obter resultados diferenciados.

5. Trabalho remoto

Uma das principais vantagens trazidas pelo avanço da tecnologia é a possibilidade de trabalhar a qualquer momento e de qualquer lugar. A internet garante a transmissão adequada de informações e muitos cargos conseguem operar de forma distante.

Para 2018 e, de fato, para os próximos anos, a tendência é que o número de pessoas nessa modalidade aumente progressivamente.

Nos Estados Unidos, por exemplo, mais de 30% da força produtiva já realiza pelo menos um dia de trabalho remoto. No Brasil, o volume de trabalhadores nessa modalidade dobrou em uma década. Até 2020, é esperado que 90% das empresas ofereçam alguma forma de trabalho remoto.

O RH deve se preparar corretamente para manejar a força de trabalho à distância, bem como para ampliar a oferta nesse sentido. Se tudo for bem executado, é uma forma de fortalecer a otimização organizacional.

6. Funil de habilidades

O funil ou pipeline de vendas é um dos recursos mais utilizados nas empresas atualmente. Especialmente diante das modalidades de Inbound e Inside Sales, é um elemento que ajuda a monitorar a preparação de compra das oportunidades.

Entre as tendências de RH surge o funil de habilidades. Ele serve para identificar como cada colaborador se posiciona em relação às capacidades desejáveis ou necessárias para a execução de funções.

É uma forma, acima de tudo, de acompanhar e planejar o desenvolvimento de atuação e de fechar o skill gap, que se tornará ainda mais forte nos próximos anos. Para que o uso da ferramenta seja adequado, é preciso mapear os conhecimentos necessários para funções específicas e fazer o acompanhamento de cada colaborador.

A partir disso, é possível planejar treinamentos, capacitações ou reciclagens, por exemplo. Também é uma forma de identificar as pessoas preparadas para determinadas situações.

7. People Analytics

Em muitas tendências de RH, a tecnologia representa um papel importante. Ela contribui para o aumento de eficiência e relevância e ajuda a atingir resultados inéditos — como a gamificação.

Além de executar as tarefas, é preciso medir a performance e acompanhar o desenvolvimento profissional. Para isso é que existe o People Analytics.

A tendência envolve o Big Data e baseia-se na coleta de um grande volume de dados sobre os colaboradores e seu desenvolvimento. A partir de análises estruturadas é possível encontrar padrões de comportamento, gargalos e oportunidades. Acima de tudo, é uma tendência fundamental para a melhoria na tomada de decisão, tanto no RH quanto em outras gestões.

Conhecer as principais tendências de RH é indispensável para se preparar e repensar como o setor se estrutura. Dessa forma, novos efeitos poderão ser alcançados.

Gostou de ficar por dentro das novidades? Compartilhe este post nas suas redes sociais e espalhe essas tendências entre os seus contatos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *