O sucesso de uma empresa depende da gestão de colaboradores eficiente, capaz de aproveitar ao máximo as competências que cada funcionário oferece, a fim de conseguir bons resultados na equipe e o alcance das metas.

Mesmo sendo um fator importante, não é fácil de alcançar. Um gestor precisa lidar com os perfis diferentes de profissionais, sem esquecer de motivá-los e promover um bom clima organizacional.

Para ajudar nessa tarefa, separamos alguns aspectos que devem ser trabalhados:

Avaliação de desempenho

As avaliações de desempenho permitem verificar toda a performance de um profissional, verificar como ele contribui para a empresa e identificar os pontos falhos que podem ser desenvolvidos.

Um dos maiores trunfos da avaliação de desempenho é a possibilidade de passar feedbacks, apontando onde o funcionário pode melhorar. Esses feedbacks são usados tanto para que a empresa atinja melhores resultados como para que o profissional possa crescer.

Feedbacks frequentes

Os feedbacks não precisam ficar restritos às avaliações de desempenho. Um bom líder deve acompanhar a sua equipe durante o ano todo, reconhecer as conquistas e ajustar lacunas que surgem durante o trabalho diário.

Essa supervisão mais próxima faz com que as orientações sejam passadas quase imediatamente, facilitando a identificação do erro. Os elogios vão aumentar a motivação e o engajamento da equipe.

Retenção de talentos

O turnover é um problema sério e enfrentado por muitas empresas. Toda demissão gera custos de direitos trabalhistas e readaptação, o que afeta toda a equipe.

Para evitar isso, o gestor deve atuar com uma boa política de retenção de talentos, convencendo os profissionais que valem a pena a trabalharem naquela empresa.

Entre os fatores que ajudam na retenção estão: reconhecimento, benefícios, transparência nas decisões da diretoria, plano de carreira, entre outros.

Treinamentos

Treinamentos e planos de desenvolvimento fazem um grande papel na gestão de colaboradores. Para o funcionário, ele percebe que é valorizado pela empresa e tem a oportunidade de crescer e aumentar as suas habilidades e conhecimentos. Para a organização, funcionários bem treinados produzem mais.

Procure valorizar, também, a busca de cursos de especialização e pós-graduação, oferecendo descontos ou bolsas de estudo em boas instituições.

Estímulo ao engajamento

Para ficar muito tempo trabalhando no mesmo lugar, o empregado deve ser motivado e sentir satisfação na função que exerce.

A ideia de que uma pessoa fique feliz apenas por ter um emprego está ultrapassada. É função do líder estimular a sua equipe e criar condições para que ela consiga sentir prazer em suas ocupações.

Boa comunicação

O sistema de comunicação da empresa deve ser eficaz para que todas as decisões sejam passadas com clareza aos funcionários. Isso reforça a confiança e evita fofocas e desentendimentos.

Lembre-se de que as equipes também precisam de um espaço onde possam reportar suas sugestões e críticas à diretoria. Podem ser usados e-mails, newsletter ou aplicativos para isso.

A partir desses dados, é possível promover melhorias na empresa, tanto no que tange aos benefícios dos funcionários quanto nos processos de trabalho.

Com esses cuidados, é possível fazer uma gestão de colaboradores que realmente faça a diferença!

Gostou das nossas sugestões? Então compartilhe nas redes sociais para que mais pessoas também possam aplicar essas ideias!