Contratação temporária: o que levar em conta na seleção?

Contratar um colaborador para cargo temporário pode resolver uma série de problemas para a empresa, que vão desde cobrir um afastamento ou férias, atender uma demanda sazonal maior (como Natal ou Páscoa), ou até mesmo contemplar um período de experiência do profissional antes da contratação efetiva.

No entanto, mesmo o regime temporário obedece a leis e direitos que devem ser cumpridos pelo empregador.

Para saber mais sobre essas obrigações e como selecionar funcionários para essa função, continue lendo este post.

Como funciona o trabalho temporário?

O acordo de trabalho temporário é realizado por uma empresa prestadora de serviços, autorizada pelo Ministério do Trabalho, e tem duração máxima de 90 dias, podendo ser renovado após esse período. Nesse caso, a relação de subordinação é estabelecida entre o empregado e a empresa prestadora.

O funcionário tem direito a jornadas de, no máximo, 8 horas por dia (recebendo horas extras quando esse período for ultrapassado), salário-base da categoria, férias proporcionais acrescidas de 1/3, 13° salário proporcional, vale-transporte e INSS. Como se trata de um contrato com prazo determinado, ao final do período não há o pagamento de verbas indenizatórias.

Como escolher o melhor profissional para um cargo temporário?

Para que as empresas aproveitam ao máximo uma contratação temporária, devem estar atentas a alguns aspectos durante a seleção:

Seja rápido na contratação

Especialmente em épocas de maior demanda, a busca por trabalho temporário é intensa, mas esses profissionais são absorvidos rapidamente. Tente começar o processo de contratação com, pelo menos, dois meses de antecedência para conseguir reter as pessoas mais qualificadas.

Faça um bom planejamento para a vaga

Para que a contratação seja acertada, defina com cuidado o que é necessário para o bom desenvolvimento da função, incluindo habilidades técnicas e aspectos comportamentais.

Faça uma avaliação cuidadosa

Mesmo que o trabalho seja realizado por um período menor, ter cuidado no momento da entrevista e procurar identificar se o profissional realmente está adequado ao cargo e se encaixa na cultura da empresa é muito importante para um bom desempenho das funções.

Promova integração com a equipe atual

Para ajudar na ambientação, estimule interações entre a equipe fixa e os temporários. Como já conhecem a rotina de trabalho, os contratados mais antigos podem ajudar as novas pessoas solucionando dúvidas e dando orientações.

Invista em treinamentos

Treinamentos vão habilitar os profissionais temporários, para que possam realizar as tarefas exigidas pela vaga em um período menor de tempo. Assim, eles estarão prontos para exercer o trabalho no período de maior demanda.

Para fazer a contratação do profissional para cargo temporário, a organização pode contar a com a ajuda de headhunters. Esses profissionais possuem a expertise necessária para localizarem as pessoas dentro do perfil desejado.

Contar com a ajuda de headhunters vai fazer com que a equipe de RH ganhe um tempo precioso e possa se concentrar em outras ações estratégicas, assim como preparar a chegada da equipe de temporários.

Para saber mais sobre como funciona esse trabalho e como esses especialistas podem ajudar a sua empresa, confira este post!

d'hire

Marketplace de Recrutamento Especializado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *